Vendas caem 5,8% em maio em SP

Por: Editor NV 41 views

Segundo ACSP, nem o Dia das Mães salvou o mês em 2015; no ano, varejo acumula queda de 3,7%

Shutterstock

As vendas do varejo do Estado de São Paulo tiveram em maio uma queda de 5,8% em relação ao mesmo período do ano passado. O desempenho, divulgado pela Associação Comercial de São Paulo (ACSP), foi derrubado pelas vendas à vista, que caíram 6,6%. As vendas a prazo recuaram 5% na comparação anual.

Com isso, o setor acumula, nos cinco primeiros meses do ano, uma queda de 3,7% em relação ao mesmo período de 2014. As vendas a prazo recuaram 2,9% na comparação anual, enquanto as vendas à vista caíram 4,5%.

Para Alencar Burti, presidente da ACSP e da Facesp (Federação das Associações Comerciais do Estado de São Paulo), os indicadores refletem a restrição ao crédito, a diminuição da massa salarial e a insegurança do consumidor em relação ao emprego. “A tendência é de que as vendas continuem em queda em 2015, tendo em vista o atual cenário de reajuste econômico e combate à inflação”, afirma Burti.

O Indicador de Registro de Inadimplentes (IRI), que mede o número de carnês em atraso no varejo, apontou recuo de 4,3% na comparação anual, em virtude da queda nas vendas a prazo. Com menos gente parcelando, há menos gente se endividando. Já o Indicador de Recuperação de Crédito (IRC), que aponta os cancelamentos de dívidas, registrou queda de 6,1% frente a maio de 2014, o que significa que os consumidores não estão conseguindo pagar as suas dívidas. “Isso está acontecendo pelas altas restrições ao crédito, pelo tarifaço, pelo ajuste econômico, pela alta da inflação e por toda a conjuntura econômica”, analisa Burti.

Leia mais:
Crise hídrica prejudica faturamento de 60% do comércio

Volume de vendas em SP cai 11,5%

Carregando...

Carregando... por favor, aguarde.