4 formas de se proteger de hackers

Por: Editor NV 308 views

Roubo de dados é uma das maiores ameaças nas compra on-line, mas existem vários meios de evitá-lo

Shutterstock

A confiança do consumidor está diretamente relacionada à credibilidade da loja, principalmente no e-commerce. Os varejistas devem oferecer um ambiente seguro para que o cliente se sinta confortável ao realizar suas compras.

É preciso cumprir os pré-requisitos para o funcionamento de uma loja virtual, condizente com as normas exigidas e também para aumentar o retorno financeiro. De acordo com Fernanda Quintero, Webwriter do Site Blindado (uma das maiores empresas de segurança virtual da América Latina), o número de hackers vem aumentando e existem várias formas de se proteger dos ataques.

Fernanda listou 4 formas de manter o varejo on-line mais seguro:

1 – Atualize seus servidores
As principais causas das vulnerabilidades de IP é a falta de atualização do servidor e patches de segurança. Essas atualizações corrigem os erros que geram vulnerabilidades, por isso a importância desse procedimento.

2 – Tenha um Selo de Segurança
É importante ter um bom certificado digital (SSL), pois ele será responsável por criptografar e proteger todas as informações fornecidas no website (ele embaralha as informações). Não permite que uma pessoa mal intencionada, mesmo que tenha acesso aos dados, consiga lê-los. O Selo é obrigatório em todos os sites que tiverem captura de dados (formulários de contato, login e senha) ou que realizam transações online. Representa segurança tanto para o varejista virtual quanto para o consumidor.

3 – Faça testes manuais
Esses têm a função de detectar as falhas de segurança do seu site simulando um ataque virtual, ou seja, o especialista realiza testes simulando uma invasão para procurar falhas e vulnerabilidades. Após o teste, ele analisa as falhas e sugere correções. Essa modalidade de teste é mais profunda e por simular um hacker consegue verificar alguns pontos que normalmente são muito visados.

4 – Tenha gestão de vulnerabilidades
Além do SSL, existem outros serviços de segurança no mercado como é o caso da Blindagem de Sites, através de diversos scans, consegue fazer o monitoramento e apontar quais são as brechas de segurança e vulnerabilidades do site ? através dessas brechas pessoas mal-intencionadas podem fazer alterações em textos ou até mesmo banners da página. A empresa fornece um relatório com as vulnerabilidades e melhores maneiras de corrigi-las. Depois de corrigido, o site pode passar a exibir o selo de segurança, o que transmite mais credibilidade para o consumidor final.

Leia mais

Hackers fazem nova vítima no varejo americano

Ano novo, velhos problemas

A segurança de dados no e-commerce brasileiro