Cai o fluxo de pessoas nas lojas físicas de rua e em shoppings

Por: Melissa Lulio 1.113 views

De acordo com Índice Seed de Varejo, o fluxo de visitantes no mês de fevereiro apresentou queda em comparação com o mesmo mês do ano anterior. Entenda

Shutterstock

A Seed, empresa de inteligência focada em varejo físico, divulgou dados sobre o fluxo de pessoas em lojas – tanto nas de rua quanto em shoppings centers. Por meio do Índice Seed de Varejo (ISV), a companhia mostrou que o número de visitantes apresentou uma retração de 12,46% no primeiro bimestre de 2017. A comparação foi feita com o mesmo período de 2016. Contudo, o dado mais relevante é que, dentro do comparativo mensal, o mês de fevereiro apresentou uma queda marcante: 14,26% em relação ao mesmo mês do ano anterior. Em janeiro de 2017, a retração foi de 11,04%.

É preciso ressaltar que o setor insistiu até mesmo em liquidações, estendendo o período em que elas acontecem, e foi impactado negativamente no mês de fevereiro pelo Carnaval. Esse é um dado preocupante. Assim, Alexandre Karnakis Bazzi, head de insights da Seed Digital, comenta que, segundo informações da FecomercioSP, o faturamento do varejo deve apresentar crescimento em 2017, após três anos consecutivos de queda.

Motivações para o fluxo

Porém, em contrapartida das projeções feitas, o fluxo de visitantes registra sua segunda queda no ano. Para o executivo da Seed, a divergência entre o aumento do faturamento e a queda do fluxo acontece por causa do aumento da eficiência das lojas, que estão investindo em tecnologia e inovação para aumentar suas taxas de conversão – o que é um ponto de vista até mesmo positivo.

 

Carregando...

Carregando... por favor, aguarde.