Roupas e acessórios são os itens preferidos dos consumidores no e-commerce

Por: Ivan Ventura 518 views

O estudo da Opinion Box mostra ainda que 14% fizeram somente uma compra no e-commerce, enquanto que 56% fizeram entre duas e cinco nos últimos 12 meses.

O estudo considerou apenas compras nos smartphones e tablets

Roupas e acessórios encabeçam a preferência de compras do consumidor no e-commerce, segundo uma recente pesquisa feito pela consultoria Opinion Box em parceria com a Digitalks. De acordo com o levantamento, 47% das 1.166 pessoas entrevistadas compraram esses itens nos últimos 12 meses.

O levantamento foi feito entre os dias 2 e 12 de março deste ano com consumidores de todo o Brasil. O estudo levou em conta apenas compras feitas por meio de um aplicativo ou acessando diretamente lojas virtuais por meio de smartphones ou tablets.

A lista de preferências do consumidor continua com eletrônicos em segundo lugar (40%). Em seguida aparecem  livros e papelaria (37%), saúde, beleza e medicamentos (36%), informática (34%), eletrodomésticos (31%), comida (30%) e táxi ou carro particular (28%). Nas últimas posições aparecem ingressos (25%), viagens e Turismo (20%), cama, mesa e banho (13%), móveis e decoração (12%) e artigos esportivos (12%).

Outro dado importante diz respeito a quantidade de compras feita nos últimos 12 meses. O estudo mostra que 14% fizeram somente uma compra, enquanto que 56% fizeram entre duas e cinco compras. Os demais 30% fizeram seis ou mais.

Meio e pagamento

A pesquisa mostrou ainda a forma preferida do brasileiro em pagar essas compras. Em primeiro lugar aparece o boleto bancário, citado por 31% das pessoas. Logo em seguida aparece o cartão de crédito com 27% e com um detalhe: a opção de pagamento em parcelas, mas sem juros. Por fim, 20% citaram o crédito à vista.

Desistência

Por fim, o estudo mostrou os principais motivos que provocam a desistência de uma compra. Sites lentos e não responsivos são os principais pontos apontados por 50% dos entrevistados. Os números praticamente se repetem nos aplicativos. O travamento do App é a causa de desistência de compra para 56% do público, enquanto que 50% desiste se estiver lento.

Outros problemas apontados na pesquisa foram: muitos passos para finalizar a compra, não visualizar os produtos, usabilidade, redução de informação em telas para smartphones e a falta da opção ‘continuar comprando’ foram as principais reclamações.

Felipe Schepers, co-fundador da Opinion Box, explicou a relação entre sites lentos e vendas perdidas para o e-commerce. “Embora pareça óbvio, se o site for lento ou não responsivo, por exemplo, a probabilidade do consumidor desistir da compra no Mobile é muito grande”, completa Felipe.

Carregando...

Carregando... por favor, aguarde.