Cresce o número de consumidores inadimplentes no Brasil

Por: Melissa Lulio 2.215 views

Dados do indicador do SPC Brasil e da CNDL mostram que houve crescimento na inadimplência. Conheça os números e compreenda o aumento

Shutterstock

Pela primeira vez em meses, a inadimplência apresentou alta. De acordo com dados do indicador do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), há mais 900 mil inadimplentes no Brasil hoje. No final de março, terceiro mês do ano, o número era de 59,2 milhões de consumidores brasileiros nas listas de inadimplência.

A revista NOVAREJO digital está com conteúdo novo. Acesse agora!

A alta surge em comparação com dezembro de 2016. No mês em questão, havia aproximadamente 58,3 milhões de consumidores inadimplentes. Os dados mostram também que, em termos percentuais, 39,36% da população adulta – entre 18 e 95 anos – estão com o nome sujo.

Série histórica

O indicador mostra que, após atingir a marca dos 59 milhões em setembro de 2016, a estimativa seguiu mostrando pequenas quedas. Dessa forma, manteve uma permanência entre 58 e 59 milhões de consumidores. No início de 2017, entretanto, o número absoluto de negativados no país voltou a apresentar alguma alta. Apesar disso, o ritmo de crescimento é menor do que o verificado no início da crise – o que é uma boa notícia.

A causa

De acordo com o presidente da CNDL, Honório Pinheiro, “essa desaceleração do crescimento da inadimplência ocorre desde o segundo trimestre de 2016 e reflete tanto a recessão econômica, que reduziu a capacidade de pagamento das famílias, quanto a redução da tomada de crédito por parte dos consumidores e sua propensão a consumir”. Como ele explica, o consumidor tem tido maior cautela com o consumo, além de maior dificuldade para conseguir crédito. Assim, ele se endivida menos e, com isso, torna-se mais difícil ficar inadimplente.

Concentração

Segundo o estudo, a região que em que mais há pessoas negativadas, em termos absolutos, é a Sudeste. Nessa área somam-se 25,10 milhões de consumidores, o que representa 38,52% da população adulta da região.

Em seguida aparecem o Nordeste, que conta com 15,57 milhões de negativados, ou 39,14% da população; o Sul, com 8,34 milhões de inadimplentes (37,44%); o Norte, que, com 5,31 milhões de devedores (45,55% – o maior percentual entre as regiões); e o Centro-Oeste, com um total de 4,84 milhões de inadimplentes (42,28% da população).

O estudo

O indicador de inadimplência do consumidor sumariza todas as informações disponíveis nas bases de dados às quais o SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito) e a CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas) têm acesso. As informações disponíveis referem-se a capitais e interior das 27 unidades da federação.

 

Carregando...

Carregando... por favor, aguarde.