As 20 maiores franquias de fast food do mundo

Por: Laura Navajas 19.405 views

A Entrepreneur mostra as franquias de alimentação que tiveram melhor performance em 2016. Há algumas queridinhas dos brasileiros no ranking. Confira

cred: Shutterstock

Há 38 anos a Entrepreneur elabora o ranking das 500 franquias. Em 2016, as cadeias de restaurantes apareceram aos montes na lista, especialmente aqueles de serviço rápido.

O site elaborou, então, uma lista com 20 dessas franquias, que agora apresentamos a vocês. Há, também, um fato curioso relacionado a cada uma delas, além de informações como ano de inauguração e custos para investimento.

Para eleger as franquias, são considerados alguns fatores como tamanho, crescimento e estabilidade financeira. Outros aspectos levados em consideração são a presença nas mídias sociais – um sinal de modernização do ranking – e o apoio ao franqueado.

Para poder aparecer no ranking, o franqueador deve ter pelo menos dez unidades operando até julho de 2016, com pelo menos uma delas localizada nos EUA ou no Canadá. Depois que ela é considerada elegível, a empresa recebe notas baseadas em mais de 150 pontos de dados e as 500 empresas com o maior score são selecionadas.

Confira quem são elas.

A revista NOVAREJO digital está com conteúdo novo. Acesse agora!

As Top mundiais

20. Firehouse Subs

Ano de inauguração: 1994
É franqueada desde: 1995
Número de unidades em 2015: 870
Custos para começar: US$ 128.800 (Cerca de R$ 406 mil) a US$ 1,2 milhão (cerca de R$ 3,8 milhões).
Fato curioso: Os irmãos Robin e Chris Sorensen eram bombeiros antes de começarem a Firehouse Subs. Antes disso, eles atuaram em vários negócios diferentes, como imobiliária, música e uma fazenda de árvores de Natal.

19. Buffalo Wild Wings

Ano de inauguração: 1982
É franqueada desde: 1991
Número de unidades em 2015: 590
Custos para começar: US$ 1,4 milhão (cerca de R$ 4,4 milhões) a US$ 3,6 milhões (cerca de R$ 11,3 milhões).
Fato curioso: Jim Disbrow, um co-fundador da cadeia, era um skatista profissional nos anos 1960 e presidente da associação de skatistas dos EUA de 1998 a 2000. Ele teve a ideia da franquia enquanto era juiz em uma competição em Ohio, ele teve vontade de comer as famosas asinhas de frango apimentadas e não achou um restaurante na área.

18. Cold Stone Creamery

Ano de inauguração: 1988
É franqueada desde: 1994
Número de unidades em 2015: 1.224
Custos para começar: US$ 261,1 mil (cerca de R$ 822.500) a US$ 404,5 mil (cerca de R$ 1,3 milhão).
Fato curioso: No ano de 2001, os clientes realmente podiam comprar grilos cobertos de chocolate nas lojas da Cold Stone. A iguaria era uma referência ao programa Survivor (reality show que deu origem ao No Limite, programa que passou no início dos anos 2000 no Brasil). Aqueles que comiam o inseto ganhavam sorvete de graça na próxima visita.

17. Cinnabon

Ano de inauguração: 1985
É franqueada desde: 1986
Número de unidades em 2015: 1.306
Custos para começar: US$ 181,1 mil (cerca de R$ 570 mil) a US$ 387,5 mil (cerca de R$1.2 milhão).
Fato curioso: A canela usada nos produtos da rede vem da Indonésia e é chamada Makara.

16. Carl’s Jr.

Ano de inauguração: 1945
É franqueada desde: 1984
Número de unidades em 2015: 1.257
Custos para começar: US$ 1,3 milhão (cerca de R$ 4,1 milhões) a US$ 1,9 milhões (cerca de R$ 6 milhões).
Fato curioso: Antes de se aventurar no mundo dos hambúrgueres, o fundador da franquia Carl Karcher vendia cachorro-quente em Los Angeles.

15. KFC

Ano de inauguração: 1930
É franqueada desde: 1952
Número de unidades em 2015: 14.162
Custos para começar: US$ 1,3 milhão (cerca de R$ 4,1 milhões) a US$ 2,5 milhões (cerca de R$ 7,9 milhões).
Fato curioso: O fundador da rede, coronel Sanders, nunca chegou à patente de coronel no exército. Ele era um coronel do Kentucky, o que é um título de honra do estado de Kentucky.

14. Dairy Queen

Ano de inauguração: 1940
É franqueada desde: 1944
Número de unidades em 2015: 6.529
Custos para começar: US$ 356,5 mil (cerca de R$ 1,1 milhão) a US$ 1,8 milhões (cerca de R$ 5,6 milhões).
Fato curioso: A lista de ex-funcionários da franquia conta com nomes famosos como Gwen Stefani, Martina McBride e Bonnie Hunt.

13. Auntie Anne’s

Ano de inauguração: 1988
É franqueada desde: 1989
Número de unidades em 2015: 1.602
Custos para começar: US$ 196 mil (cerca de R$ 615 mil) a US$ 370,1 mil (cerca de R$ 1,2 milhão).
Fato curioso: A marca tem uma competição chamada “Pretzel Rolling Olympics” (algo como Olimpíada do Pretzel). Em uma dessas competições, um dos gerentes de New Jersey chamado Jackie Neal conseguiu fazer um pretzel em 3,5 segundos (a massa já pronta).

12. Papa John’s

Ano de inauguração: 1985
É franqueada desde: 1986
Número de unidades em 2015: 3.993
Custos para começar: US$ 129,9 mil (cerca de R$ 400 mil) a US$ 844,2 mil (cerca de R$ 2,6 milhões).
Fato curioso: John Schnatter começou a Papa John’s com o equivalente a US$ 1600 em equipamentos usados e operava de um armário de vassouras na taverna de seu pai.

11. Baskin-Robbins

Ano de inauguração: 1945
É franqueada desde: 1948
Número de unidades em 2015: 7.627
Custos para começar: US$ 90,4 mil (cerca de R$ 282 mil) a US$ 396,1 mil (cerca de R$ 1,2 milhão).
Fato curioso: Segundo o site da empresa, a “Baskin Robbins detém o recorde no Guinness World Record da maior taça de sorvete. Ela foi feita em setembro de 2005, em celebração ao aniversário de 60 anos da rede. A taça tinha 3 mil bolas de sorvete”

10. Sonic

Ano de inauguração: 1953
É franqueada desde: 1959
Número de unidades em 2015: 3.127
Custos para começar: US$ 1,1 milhão (cerca de R$ 3,4 milhões) a US$ 1,97 milhões (cerca de R$ 6,1 milhões).
Fato curioso: Os restaurantes Sonic quase receberam o nome de “Top Hat”, mas o nome já era patenteado. Como o slogan era “Serviço à velocidade do som”, escolheram o nome Sonic.

9. Papa Murphy’s

Ano de inauguração: 1981
É franqueada desde: 1982
Número de unidades em 2015: 1.369
Custos para começar: US$ 264,8 mil (cerca de R$ 830 mil) a US$ 446,2 mil (cerca de R$ 1,4 milhão).
Fato curioso: A Papa Murphy’s recebeu esse nome porque, em 1995, o empresário Terry Collins decidiu juntar as duas franquias que ele havia adquirido, a Papa Aldo’s Pizza (que ficava no Oregon) e a Murphy’s Pizza (que ficava na Califórnia).

8. Taco Bell

Ano de inauguração: 1962
É franqueada desde: 1964
Número de unidades em 2015: 5.272
Custos para começar: US$ 1,2 milhão (cerca de R$ 3,8 milhões) a US$ 2,6 milhões (cerca de R$ 8,1 milhões).
Fato curioso: Em 2015, a casa onde foi aberto o primeiro Taco Bell foi literalmente transportada de seu lugar original, em Downey, Califórnia, para a sede da Taco Bell, em Irvine, também na Califórnia, em uma viagem de pouco mais de 70 km. Aqui (https://app.oxblue.com/open/TB/NumeroUno) dá para ver um timelapse da mudança, que aconteceu para preservar a casa, pelo seu valor histórico.

7. Jack in the Box

Ano de inauguração: 1951
É franqueada desde: 1982
Número de unidades em 2015: 1.818
Custos para começar: US$ 1,3 milhão (cerca de R$ 4,1 milhões) a US$ 2,4 milhões (cerca de R$ 7,5 milhões).
Fato curioso: A Jack in the Box se adiantou à tendência do usar bacon de forma diferenciada e ofereceu um milk-shake da iguaria, em 2012.

6. Hardee’s

Ano de inauguração: 1961
É franqueada desde: 1962
Número de unidades em 2015: 1.894
Custos para começar: US$ 1,3 milhão (cerca de R$ 4,1 milhões) a US$ 1,9 milhões (cerca de R$ 6 milhões).
Fato curioso: A Hardees’s começou a sua expansão internacional ainda nos anos 1970, começando pela Austrália e depois na então Alemanha Ocidental.

5. Pizza Hut

Ano de inauguração: 1958
É franqueada desde: 1959
Número de unidades em 2015: 13.248
Custos para começar: US$ 297 mil (cerca de R$ 930 mil) a US$ 2,1 milhões (cerca de R$ 6,6 milhões).
Fato curioso: Em 2015, a loja mais antiga da Pizza Hut, aberta em 1960 em Manhattan, fechou as portas.

4. Dunkin Donuts

Ano de inauguração: 1950
É franqueada desde: 1955
Número de unidades em 2015: 1.460
Custos para começar: US$ 217,3 mil (cerca de R$ 680 mil) a US$ 1,6 milhões (cerca de R$ 5 milhões).
Fato curioso: A pessoa que deve cuidar da excelência dos cafés na rede Dunkin Donuts, para fazer os testes prova uma média de 200 xícaras de café por dia.

3. McDonald’s

Ano de inauguração: 1955
É franqueada desde: 1955
Número de unidades em 2015: 29.712
Custos para começar: US$ 989,4 mil (cerca de R$ 3,1 milhões) a US$ 2,2 milhões (cerca de R$ 6,9 milhões).
Fato curioso: A McDonald’s, que vem lutando para se manter antenada às tendências dos consumidores, que demandam agora uma alimentação mais saudável e de qualidade, ganhou pontos quando começou a oferecer café da manhã o dia inteiro, em 2015.

2. Subway

Ano de inauguração: 1965
É franqueada desde: 1974
Número de unidades em 2015: 43.916
Custos para começar: US$ 116,6 mil (cerca de R$ 365 mil) a US$ 263,2 mil (cerca de R$ 825 mil).
Fato curioso: A Subway anunciou em junho de 2015 que iria começar a eliminar corantes, sabores e conservantes artificiais de seu menu nos 18 meses subsequentes.

1. Jimmy John’s

Ano de inauguração: 1983
É franqueada desde: 1993
Número de unidades em 2015: 2.238
Custos para começar: US$ 323 mil (cerca de R$ 1 milhão) a US$ 544 mil (cerca de R$ 1,7 milhão).
Fato curioso: Jimmy John’s é a franquia melhor colocada no ranking das 500 Franquias da Entrepreneur em 2016, subindo da 6ª posição alcançada em 2015. O fundador da empresa, Jimmy John Liautaud, começou distribuindo sanduíches de graça para estudantes, em Mattoon, nos anos 1980.

 

Carregando...

Carregando... por favor, aguarde.