Netshoes reduz em quase 40% o prejuízo no primeiro trimestre

Por: Camila Mendonça 1.301 views

Companhia registrou perdas de R$ 37,7 milhões, mas aumentou em 13,9% a receita líquida no período. Confira a performance da empresa

cred: Reprodução

A Netshoes reportou que reduziu em 38,8% o prejuízo no primeiro trimestre deste ano, Ao todo, a empresa registrou perdas de R$ 37,7 milhões no período, contra um prejuízo de R$ 61,6 milhões verificados no mesmo período do ano passado.

No período, a companhia conseguiu aumentar em 13,9% as vendas líquidas, para R$ 396,2 milhões. O GMV (Gross Merchandise Value) atingiu R$ 531,2 milhões no período, um crescimento de 20,6%.

A revista NOVAREJO digital está com conteúdo novo. Acesse agora!

A receita líquida da operação no Brasil cresceu 17,2% em relação ao ano anterior, atingindo R$ 355,5 milhões. Já a operação internacional registrou queda de 8,6%, refletindo um impacto significativo da desvalorização do Peso argentino e mexicano em relação ao Real.

Planejamento

“Estamos bem posicionados para executar o nosso planejamento de longo prazo e seguimos investindo para promover crescimento sustentável. Mantemos o nosso compromisso de criar a melhor experiência de compra para os nossos clientes, ao mesmo tempo em que criamos valor de longo prazo para os nossos investidores”, disse Marcio Kumruian, fundador e diretor presidente da Netshoes em relatório.

No primeiro trimestre, a empresa também elevou o número de usuários cadastrados – agora são 19 milhões, um aumento de 17,4% no número de clientes ativos em relação ao primeiro trimestre de 2016. O número de clientes recorrentes também subiu, para 75,7%.

“Seguimos desenvolvendo também um ecossistema digital capaz de criar valor de maneira contínua e expressiva para os nossos clientes e parceiros por meio de iniciativas estratégicas, tais como o relançamento da renomada marca Shoestock, o lançamento de marcas próprias, o aumento da participação do Marketplace no GMV total e o investimento contínuo na melhoria da infraestrutura”.

O marketplace da companhia representa 5,3% do GMV total da empresa, respondendo por R$ 28 milhões. Ao todo, são 375 lojistas na base do marketplace da companhia.

“Estou pessoalmente satisfeito com o desempenho, que reflete nosso compromisso de seguir o caminho em direção à lucratividade. O forte aumento do GMV, somado à disciplina de custos e alavancagem operacional, tem se traduzido no aumento das margens operacionais”, disse Kumruian.

A companhia abriu capital na bolsa de Nova York no último mês. Com o IPO, a companhia captou US$ 138,8 milhões. Desde que foi criada em 2000, a companhia nunca registrou lucro ou fluxo de caixa positivo, como afirmou a própria Netshoes no documento que enviou para análise na SEC (Securities and Exchange Commission), órgão que regula o mercado de capitais nos Estados Unidos.

Carregando...

Carregando... por favor, aguarde.