Dia das Crianças aumentará vendas do varejo de São Paulo em 8%

Por: Mariana Lima 963 views

Crescimento nas vendas do Dia das Crianças será impulsionado pela queda do valor dos produtos e proporcionará R$ 54,3 bilhões aos varejistas. Confira

Crédito: Shutterstock

As vendas do varejo do Estado de São Paulo devem crescer 8% em outubro atingindo R$ 54,3 bilhões, impulsionado principalmente pelo Dia das Crianças. A comparação tem como base o mesmo mês de 2016, segundo confirmou a Fecomercio SP.

A revista NOVAREJO digital está com conteúdo novo. Acesse agora!

Os produtos mais requisitados como presentes na data comemorativa, como eletrônicos e vestuário, devem crescer 14 e 4% respectivamente em seu no volume de vendas.

Tipos de presentes

Segundo levantamento da instituição, o Dia das Crianças deste ano terá opções mais baratas do que o ano passado. Isso porque, nos últimos meses o preço de alguns itens caiu ou subiu abaixo da inflação.

Os valores das bicicletas e dos brinquedos, por exemplo, subiram apenas 0,68% e 1,36% respectivamente nos últimos 12 meses, bem abaixo da inflação acumulada de 2,46% registrada em igual período.

Os instrumentos musicais e os microcomputadores também estão mais baratos, cerca de 6,97% e 15,51% respectivamente mais atrativos do que o valor do ano passado. Os CDs e DVDs tiveram queda de 1,82% no preço já os livros ficaram 4,27% mais caros.

Recreação

Os valores de atividades recreativas também sofreram alterações. Os valores dos ingressos dos jogos estão 12,13% mais baratos enquanto o cinema ficou 6,49% mais caros.

Motivos

Uma série de fatores é apontada pela instituição para o aumento das vendas do Dia das Crianças este ano. A principal delas é a inflação, que no mesmo período do ano passado estava 7,9% e neste ano a estimativa seja de 2,5%, impactando na queda dos preços e permitindo o crescimento do poder de compra das famílias.

A instituição também prevê o impacto da redução da taxa de juros, propiciando a venda de produtos duráveis. No ano passado a Selic estava em 14% enquanto este ano caiu para 8,5%.

Carregando...

Carregando... por favor, aguarde.