Varejo de São Paulo volta a contratar e cria 7 mil novos postos de trabalho

Por: Editor NV 1.469 views

O saldo do Estado de São Paulo em agosto é o melhor desde novembro do ano passado. A capital também teve saldo positivo. Confira

Crédito: Shutterstock

O varejo de São Paulo voltou a criar empregos em agosto, mantendo o segundo mês consecutivo de crescimento. Ao todo foram criados 7.477 novos postos de trabalho, o maior saldo desde novembro do ano passado.

Conforme a pesquisa da FecomercioSP, todos os noves segmentos varejistas analisados criaram novas vagas no mês. Com isso, setembro se tornou o terceiro mês que registrou criação de novos empregos neste ano.

A revista NOVAREJO digital está com conteúdo novo. Acesse agora!

Motivo

É comum, no entanto, que o saldo seja positivo em agosto. Sazonalmente, há menos desligamentos de trabalhadores porque o mês antecede a celebração da convenção coletiva de trabalho da categoria.

“Isso ocorre porque o artigo 9° da Lei Federal nº 7.238/14 determina que: ‘O empregado dispensado, sem justa causa, no período de 30 (trinta) dias que antecede a data de sua correção salarial, terá direito à indenização adicional equivalente a um salário mensal, seja ele optante ou não pelo Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS)’. Esse aumento no custo de dispensa de um funcionário desestimula o empresário do varejo a demitir sem justa causa”, divulgou a instituição em nota.

Por segmento

Três das nove atividades pesquisadas apresentaram crescimento no número total de empregos quando comparado com agosto de 2016. Supermercados registrou 10,2 mil vagas, já farmácias e perfumarias totalizou 3,9 mil vagas e autopeças e acessórios abriram 1 mil vagas.

Quando separados por ocupações, percebeu-se que as profissões com maior índice de movimentação em agosto foram de vendedores e demonstradores seguidos de embaladores e alimentadores de produção.

Já no acumulado dos últimos 12 meses, o destaque foi para o bom desempenho das atividades de bens essenciais como supermercados e farmácias e perfumarias, além do varejo de autopeças e acessórios automotivos.

Cidade de São Paulo

A capital também cresceu o número de empregos, cerca de 1,9 mil novas vagas. No acumulado de 12 meses, o estoque de trabalhadores caiu 0,1%.

Carregando...

Carregando... por favor, aguarde.