Caiu o movimento? Veja 5 dicas práticas para aumentar o fluxo das lojas

Por: Mariana Lima 7.626 views

Consultor do varejo especialista em comunicação para lojas físicas dá dicas de como aumentar o fluxo e movimento no comércio. Confira

Crédito: Shutterstock

O e-commerce tem ganhado força e as lojas físicas estão perdendo clientes no mundo inteiro. Mas ainda há formas de aumentar o fluxo do varejo físico. Dino Gueno, consultor de varejo, acredita que sim e dá dicas de ouro para quem está procurando uma estratégia para mudar o jogo.

Para o especialista o principal problema dos varejistas físicos é que não conhecem os seus clientes, o que seria um passo antes do início das estratégias. “É preciso definir qual tipo de cliente você quer e tem capacidade de atender. A partir disso que o varejista consegue definir como serão o ambiente, as promoções, comunicação entre outros”, diz.

A revista NOVAREJO digital está com conteúdo novo. Acesse agora!

Outro fator que o especialista defende é a criação de um calendário baseado em datas importantes para os clientes do segmento. “É preciso ir além das datas tradicionais do varejo como Dia das Mães, Pais, Natal e Namorados. O varejista que só vive dessas datas dificilmente vai conseguir fechar a conta, mas se ele se aproveitar de outras oportunidades como Dia das Avós – para uma floricultura, por exemplo – terá mais público e vendas”, completa.

A seguir confira 5 dicas práticas para aumentar o fluxo das lojas:

1. Reavalie a sua fachada e conveniência para chegar até a loja

Algumas respostas precisam ser pensadas: Estacionamento é um problema? Então resolva. Faça parceria, compartilhe terrenos com vizinhos varejistas. Além disso, é preciso rever a fachada: Ela é atrativa? O meu perfil de clientes passam na frente da loja?

2. Reavalie sua comunicação visual

A sua marca, a maneira e o local onde ela está aplicada atrai o cliente? Se não, refaça! O mesmo precisa ser visto com a comunicação na rua: A oja se comunica com quem está passando na rua?

3. Esteja disponível para ser encontrado

O pequeno varejista não precisa pagar nada para aparecer no Google, é só se cadastrar no Google Empresas, mas poucos fazem o processo. Além disso, é preciso ver se o site está bom, assim como o uso da rede social.

“Não se pode mais brigar com a internet, tem que fazer as pazes. Varejistas de lojas físicas precisam usar a ferramentas da internet para o cliente achar”, diz.

4. Por que o cliente viria na minha loja?

Qual é a atratividade, o diferencial que o cliente vai ter para escolher a sua loja ao invés do concorrente? “Primeiro você tem que conhecer a sua concorrência e isso inclui seguir nas redes sociais, visitar a loja dele, ver as propagandas e entender o que ele está oferecendo para fazer algo novo, diferente e melhor para seus clientes”, completa.

5. Reavalie a própria publicidade

A sua empresa corta a verba da propaganda em épocas de crise? O especialista diz que essa não é a melhor opção.

“Quando as vendas começam a cair é comum cortar os investimentos de publicidade, o que é um grande erro. Veja o que os outros estão fazendo e invista mais e melhor. Seus clientes precisam saber de você e do que você tem a oferecer”, completa.

Carregando...

Carregando... por favor, aguarde.