Siri, da Apple, será concorrente importante do varejo físico nos próximos anos

Por: Raphael Coraccini 4.095 views

Pesquisa da fornecedora de TI do McDonald’s diz que popularidade dos assistentes de voz deve crescer exponencialmente às custas das lojas físicas

Dispositivos com assistentes de voz, como a Siri, da Apple, que são capazes de obedecer a comandos e realizar tarefas, serão, em breve, a principal maneira dos consumidores se relacionarem com os varejistas, fazendo pedidos e pagando compras e contas.

A revista NOVAREJO digital está com conteúdo novo. Acesse agora! 

A Capgemini, empresa que fornece tecnologia ao McDonald’s há 10 anos, aponta que nos próximos três anos esse tipo de tecnologia deve atender seis vezes o número de usuários que atende hoje em todos os setores do varejo. A afirmação é baseada no estudo “Comércio Conversacional: por que os Consumidores Estão Inserindo Assistentes de Voz em Suas Vidas“, realizado pela própria empresa.

Boa parte disso (45%) será redirecionado a partir do que estava sendo destinado às operações em lojas físicas. Outros 37% correspondem às operações que migrarão dos sites para os canais de assistência por voz.

500% de crescimento

A pesquisa abordou mais de 5 mil consumidores nos Estados Unidos, Reino Unido, França e Alemanha. Segundo o levantamento, hoje, algo como 24% dos entrevistados preferem usar um assistente a um website. Em 2021 isso deve passar para 40%. Isso deve representar também um aumento de 500% no volume de dinheiro utilizado nesse tipo de operação.

Os usuários de assistente de voz gastam, hoje, 3% do total de seu tíquete de consumo em compras realizadas por meio da tecnologia. Essa quantidade deve pular para 18% nos próximos 3 anos.

Leia também:

3 Tendências que mudaram o jeito de pagar em 2018

Carregando...

Carregando... por favor, aguarde.