Como a JD faz para atender a China rural e a tecnológica

Por: Jacques Meir 2.264 views

Richard Liu, CEO da JD.com, esteve no World Retail Congress para contar como a empresa faz para promover a integração sem ferir a tradição milenar chinesa

Crédito: Shutterstock

Richard Liu, Fundador e CEO JD.com, esteve na abertura do World Retail Congress (WRC), um dos maiores eventos de varejo do mundo e que ocorre nesta semana, em Madrid (Espanha), para falar sobre inovação e resultado. Liu deu mostras de como o ascendente mercado chinês vem investindo intensamente em inovação.

Crédito: Jacques Meir

A missão de Liu foi mostrar o que a JD.com faz de diferente dos varejistas ocidentais. O executivo chinês insiste que as empresas precisam acompanhar as mudanças e mover-se tão rápido quanto elas. Ao enaltecer o trabalho da JD, afirma que a empresa está atenta às mudanças e às demandas dos clientes e sempre disposta a servi-los.

A revista NOVAREJO digital está com conteúdo novo. Acesse agora! 

Liu explica que a lealdade a uma marca é diferente na China com relação aos países ocidentais. O senso de comunidade do povo chinês é um capital importante, especialmente no interior do país, em áreas mais afastadas dos centros urbanos. O executivo explica que, normalmente, comunidades rurais não estão à procura de conveniência como as populações urbanas, mas buscam algo que estimule o senso de proximidade.

Apesar dessa crença, o empreendedor não acredita que as lojas locais tenham a representatividade que já tiveram. Para ele, o modo de vida é mais importante do que as relações com a localidade. Se a tecnologia está em todo lugar, se sociedades mudam, cedo ou tarde, o varejo será cada vez mais automatizado. “Dificilmente haverá lugar para tanta mão de obra humana no varejo”, alerta Liu.

Da necessidade à oportunidade 

Liu contou sobre sua experiência de vida. Quando criança, não sabia como comprar remédios para sua madrasta. Hoje, ele atende mais de 200 milhões de clientes por toda a China. “Quando comecei meu e-commerce, nada sabia sobre internet. Percebi rápido que o segredo poderia ser uma boa logística. Então desde o início eu me dediquei a criar meu próprio sistema de logística para assegurar eficiência na entrega”, contou.

Na opinião do empreender, o mundo mudou e continua mudando de forma muita rápida.  Sua estratégia é buscar inovar a cada dia, com foco sempre nas necessidades dos clientes, reduzindo custos e aumentando a qualidade da experiência.

Leia também:

Design pode ajudar o varejo a melhorar experiência do cliente. Entenda

Carregando...

Carregando... por favor, aguarde.