Do scarpin à rasteirinha: Arezzo aposta no chique, mas confortável

Por: Leonardo Pinto 4.817 views

A Arezzo lançou a sua sexta marca, a Owme, que combina glamour e conforto. Lançamento foi resultado de um estudo sobre o comportamento das consumidoras. Saiba mais

Crédito: Shutterstock

A correlação entre personalidade e bem-estar nunca esteve tão presente no varejo de moda. Em um mundo onde a mulher tem voz ativa e se coloca acima de qualquer preconceito de gênero, afirmar-se pelo que se é e não pelo que se aparenta está intrínseco ao ideário feminino. E é nesse ponto de gestão que o Grupo Arezzo & Co optou, mais uma vez, por abrir o leque de consumo e inaugurar no mercado sua sexta marca, a Owme.

A revista NOVAREJO digital está com conteúdo novo. Acesse agora!

O risco em criar uma nova bandeira em uma empresa reconhecida pelos 45 anos de serviço é grande. Ou se perde a identidade e cultura da marca ou há uma acertada reprodução fiel do que ela representa aos seus consumidores. A Owme vem, segundo a empresa, para preencher uma brecha ignorada pelo mercado fashion.

A nova aposta do Grupo é investir no conforto. Os sapatos, as sandálias e as botas têm como intuito promover e representar o bem-estar de uma vida saudável e alheia ao universo da moda mainstream, bem distante do que as outras marcas do Grupo Arezzo oferecem à consumidora.

Apesar disso, de acordo com a gerente-geral da Owme, Maria Toledo, responsável por tocar a novidade da Arezzo & Co, houve durante todo o ano de 2017 um estudo aprofundado das novas demandas de consumidores de sapatos.

Leia também:

Arezzo cresce no e-commerce e no exterior e vale R$,328 bilhões

Os itens conforto e bem-estar foram os mais citados pelos clientes, em pesquisa realizada pelo Instituto Ipsos. “As consumidoras já encontravam no mercado sapatos exclusivos para o conforto, mas com materiais sintéticos e sem uma roupagem fashion e mais atrativa”, afirma a executiva.

Concorrência

A Owme enfrenta a concorrência de empresas mais antigas como a Usaflex, no mercado há 20 anos e com cerca de 130 lojas no Brasil. Sobre a ameaça de ter um concorrente maior à vista, Maria se diz tranquila e confia na proposta da marca. “Alguns players de conforto fortes no mercado já fazem sapato dessa forma, mas não prezam pela beleza e experiência do consumidor. Eles prezam pelo conforto utilitário. Os sapatos só têm de ser confortáveis e mais nada. São ortopédicos e apenas funcionais”, diz a executiva. E foi com essa noção que o Grupo Arezzo entendeu que poderia inovar.

Leia também:

Amazon quer digitalizar consumidor para criar provador virtual

Mas, afinal, as outras marcas do Grupo Arezzo fariam, então, a consumidora escolher entre estilo e conforto? Maria Toledo deixa claro que não. “Cada uma se posiciona de uma forma. Não é que as outras não têm acessórios confortáveis. Os clientes compram pelo estilo, pelos detalhes e por outras razões. Na Owme, a mulher vem à loja para comprar, acima de tudo, pelo conforto do sapato”.

Conforto, lifestyle, minimalismo e mindfullness são premissas da Owme na forma em que a marca se comunica e como ela se impõe. A maior evidência disso é a materialização desses conceitos na unidade inaugural da marca, na Rua Oscar Freire, privilegiado ponto da capital paulista.

Leia a matéria na íntegra na revista NOVAREJO.

Carregando...

Carregando... por favor, aguarde.